Google

Translate my page Google

11 de jun de 2017

A Bíblia não fala de Deus


Mauro Biglino é autor do livro - “A Bíblia não fala de Deus”. Nesse texto ele expõe de forma clara seus estudos de mais de 30 anos sobre as “traduções de textos religiosos”. Já viu que deve ser muito bom. 
 
Cuidado... eles sabem voar, você ainda não...
Pesquisador e especialista em línguas antigas, incluindo hebraico, Biglino sugere que a expressão “Senhor Todo-Poderoso” não se traduz por Deus.

Sua tradução do Antigo Testamento ignora os aspectos da fé, descartando as interpretações teológicas, metafóricas, alegóricas, simbólicas, incidindo apenas sobre o literal, sua função da época, pois sabemos que palavras (significante) podem ser as mesmas, mas mudam radicalmente de significado, de intenção, com o passar dos tempos.

Biglino enfatiza o conhecimento tecnológico daqueles que teriam criado o homem à sua imagem e semelhança. Enfatiza também que nos textos bíblicos, há referências a artefatos alienígenas - dispositivos construídos com tecnologias não conhecidas, não compatíveis com o nível de conhecimento tecnológico do período narrado - e a presença de seres de outros planetas. 

O trabalho de Biglino não é original, vários outros autores teorizaram a presença alienígena nos textos sagrados entre esses o padre Barry Downing, o padre Enrique Lopez Guerrero, Corrado Malanga e Biagio Russo e outros, a ideia de que nós, seres humanos, somos resultado da intervenção de engenharia genética feita por aliens - como ricamente explicado por Zecharia Sitchin - é unânime.

Annunna (ou Anunnaki) foi substituído por Elohim, a palavra hebraica na Bíblia. “El” plural daquele que está no topo, de modo que são "Deuses" e não um único deus que veio do céu.


Elohim (palavra plural) sugere claramente um grupo de indivíduos que compartilharam terras em governos estaduais / reinos e depois, como sempre ocorre, eles lutam uns contra os outros para aumentar poder e riqueza

Somos criaturas criadas por tecnologia genética para sermos capazes de seguir ordens, nada mais que isso e o fazemos muito bem. O diabo é quando uma “ovelha” resolve alertar às outras sobre seu “pastor”

Mauro Beglino fala sobre a Bíblia 


Esses seres dividiram o planeta em 13 grupos familiares e têm governado até hoje como colonizadores normais. Javé era um desses governantes. Entre outras coisas, o Senhor é definido pela Bíblia como "homem de guerra", um comandante militar.

Seu sistema de governo, o financeiro, em particular, é definido com precisão extraordinária sobre as instruções da Bíblia: refiro-me ao sistema de débito / crédito”. Diz Biglino.

Estudo paralelo entre a Bíblia e os textos gregos, contam as histórias dos mesmos indivíduos com as mesmas características, as mesmas necessidades, as mesmas atitudes, o mesmo comportamento, até mesmo as mesmas exigências neurofisiológicas, a mesma tecnologia. Todos eles eram como comandantes / governantes / governadores  Elohim / Theoi/ Dei / Devas ...

Na literatura védica há vimanas (máquinas que voam), nos objetos voadores semelhantes bíblicos vistos por Moises e, mesmo nos comprimidos Assírio-babilônicos, eles são descritos e detectado em vários locais do planeta. 



Um comunicado oficial lançado em 03 de outubro 2016 pelo ministro iraquiano dos Transportes, Kazem Finjan, que alegou ziggurats babilônicos estavam lançando rampas para viagens espaciais.


O deus do Velho Testamento se comunica através de um porta-voz (como profetas) e, por vezes, face a face, mas permanecendo a uma distância segura de seus súditos. 

Línguas semíticas proferidas na época eram acadiano, amorreus, o aramaico, o ugarítico e várias línguas cananeus.  As primeiras formas de escrita foram transferidas para diferentes povos de seus governantes.

Perguntado a Mauro Biglino se ele acreditava que a revelação sobre os “deuses” estava próxima, ele respondeu: “isso seria inevitável”.

Eles não podem manter mais sob controle o conhecimento, o que está se espalhando agora com uma grande rapidez, inimaginável há apenas algumas décadas atrás” 

Uma parte da ciência dominante está estudando isso muito a sério e tenho certeza que, nos próximos anos, mesmo no mundo cristão ocidental, finalmente, ele vai falar pacificamente desses assuntos, neste momento ainda é objeto de descrença, escárnio, sarcasmo. O caminho abriu-se e não vai parar por mais tempo

A Bíblia é um instrumento de controle social.
A Bíblia conta a história de uma família que viveu na Terra de Canaã sob o comando de seu governador chamado Javé. O controle é exercido durante séculos, com extrema eficiência, com base no que foi concebido a partir daquele livro, mas em desafio absoluto do que está escrito nele. 

A Sorte dos controladores foi dada pelos seus “profetas” – seus servos fiéis – que usaram filtros teológicos com fins de conduzir a leitura para onde queriam, evitando entender o que está realmente escrito nesse conjunto de livros.

90% daqueles que acreditam que a mensagem de deus está na Bíblia, ironicamente, nunca a leram, é uma fé baseada em traduções erradas. 90% são analfabetos funcionais... e para quem sabe a verdade, faz estragos.

Biglino convida as pessoas a lerem a Bíblia no sentido literal
A Bíblia não fala de Deus e O falso Testamento trata de uma crônica, uma história entre Jacó (ou de Israel) a família e um indivíduo chamado Yahweh, pertencente ao grupo dos Elohim  cujo líder, Elyon o acusa de governar essas pessoas (de Israel, Dt 32): ele faz isso de uma forma clara, aberta e, acima de tudo, exclusivamente.

Se olharmos para os textos mais antigos da humanidade, os Vedas, o mito grego Hesíodo e escandinavo, encontramos a imagem de um deus que vive entre as nuvens. O mesmo cara morando no céu, mas de que maneira? Big estações espaciais.

Grande parte da Bíblia foi simplesmente transportada dos textos “Enuma Elish, poema Mesopotâmia que data do décimo terceiro / século XII AC, um relato sobre o derrube do matriarcado e registros de alguma catástrofe cósmica. Tem cerca de mil linhas e está gravado em script Cuneiforme Sumero-Akkadiano em sete comprimidos de argila

A partir deste texto antigo, copiaram o livro de Gênesis, os primeiros 5 livros do Pentateuco, que faz parte do Antigo Testamento, durante o cativeiro babilônico no sexto século antes de Cristo ao tempo de Nabucodonosor. 

Adicionar legenda
 Max Spiers  - Teórico da conspiração e caçador de OVNIs
Uma citação de Max em seu blog diz:

"Estou muito animado para começar esta jornada e estarei blogando minha jornada e descobertas de uma maneira que eu nunca fiz antes. É hora de desintegrar os últimos vestígios do véu de desbaste para sempre e espero que este blog seja uma ferramenta para isso. Nós não podemos ser parados agora e eu vou entrar em muito mais detalhes do que eu poderia ou deveria no FaceBook."

Max morreu na Polônia no dia 16 de julho 2016, onde deveria falar em uma conferência no mês após. 

Ele alertou sua mãe, Vanessa Bates, para "investigar" se alguma coisa acontecesse com ele. Ela acredita que as investigações de seu filho sobre OVNIs e encobrimentos do governo podem ter algo a ver com sua morte

Morte naturalmente matada
Max, o célebre teórico da conspiração teria investigado a vida de figuras bem conhecidas na política, nos negócios e no entretenimento. Seu corpo foi encontrado em um sofá. Amigos alegaram que ele vomitou um líquido negro antes de sua morte. Autoridades polonesas alegaram causas naturais para sua morte, apesar de nenhum exame post-mortem ter sido realizado.

“A Terra deve ser avisada!!”
Em 1993, a célebre cientista, astronauta Claudie Haigneré, 59 anos foi membro da equipe de apoio da missão Mir Altaïr de 1993 e 1996 chegou a estação espacial Mir como parte da missão russo-francesa Cassiopée em 2001, tornando-se a primeira mulher européia a visitar a Estação Espacial Internacional.

Claudine Haigneré
Claudie "tentou o suicídio" em 2008. Ficou em coma devido a uma overdose de pílulas para dormir. Disseram que ela teria tido um suposto surto psicótico e foi fortemente contida depois de gritar 'A Terra deve ser avisada!'.

O mais sinistro é que houve um incêndio misterioso no laboratório de biologia no Instituto Pasteur em dezembro de 2008, algumas horas após a “tentativa de suicídio” de Haigneré, onde ela trabalhava na vanguarda da pesquisa de DNA humano.

Nenhuma causa foi determinada sobre o incêndio e o dano foi dito ser mínimo – um foguinho básico para remover documentos sensíveis de sua pesquisa.

O disgnóstico oficial de Haigneré aponta para "síndrome de burnout" - um estado de exaustão emocional, mental e físico causado por estresse excessivo e prolongado. Afinal, ser astronauta e saber de tudo sem poder contar nada... cansa.

Ela não foi “suicidada”, foi poupada.Talvez por ser casada com outro astronauta - Jean-Pierre Haigneré - que possivelmente poderá mante-la de bico fechado até que ela cerre as cortinas de sua existência de vez.

Ao contrário da “não” saída de cena forçada, ela tornou-se diretora da Cité des Sciences et de l'Industrie - o maior museu de ciência da Europa. Nada com um bom "cala a boca" na hora certa...

Um planeta desconhecido se aproxima da Terra.
Roberto Antezana é um famoso astrofísico em Santiago do Chile que normalmente pode explicar tudo o que ele observa. Já viu milhares de fenômenos ao longo de seus 40 anos de observações nas montanhas, desertos e observatórios em todo o mundo, mas no dia 31 de maio de 2017 ele testemunhou o único fenômeno que ele não conseguiu explicar e que o deixou confuso.


Dois pontos misteriosos que “voavam” de forma descontinuada apareceram na frente de seu telescópio. Ele observou visualmente um objeto por 35 minutos e descreveu o objeto misterioso movendo-se do Oeste para o Oriente em diferentes velocidades, às vezes acelerando e depois diminuindo pelo menos duas vezes. 

O astrofísico concluiu que esse “planeta desconhecido” com uma trilha em forma de V se aproxima da Terra, mas o mais bizarro foi observar também que o objeto estava cercado por um trem de luzes em forma de B.

Bom, isso é só um resumo do que falarei amanhã, na segunda-feira – dia 12 de junho a partir das 20:30h ao vivo, no Hangout do Batista, um canal que visa debate e exposição de todos os temas que intrigam a humanidade.

Amanhã a vivo aqui ou no Youtube

O tema do encontro gira em torno do próximo lançamento do primeiro satélite Asgardiano não tripulado no final de 2017 para garantir a presença física permanente de seres humanos, ou não, no espaço. 

Uma "nova Terra", uma nova ordem, uma nova dimensão a ser estudada. Já escrevi sobre Asgardia no ano passado, mas precisamos rever alguns passos importantes agora, diante de tantos links e tantos fatos relevantes que precisam ser observados.

Tem muita coisa acontecendo... e fechar os olhos agora é abrir mão da liberdade de sua alma.

Até lá
laura botelho





meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos