Google

Translate my page Google

13 de nov de 2015

Desenterrando civilizações

“Há três tipos de pessoas:
Aqueles que vêem,
aqueles que vêem somente o que se mostra
e aqueles que não vêem”.
Da Vinci


Mesopotâmia – vem do grego - que significa "entre dois rios" - dos quais são referentes o Rio Tigre e o Eufrates – o que indicava que as condições férteis da terra entre esses dois rios permitiam que as pessoas se fixassem na terra, domesticassem animais, e voltassem sua atenção para agricultura criando territórios.

Foi uma antiga região no leste do  Mediterrâneo delimitada a nordeste pelas Montanhas Zagros e no sudeste pelo que se conhece hoje como Iraque, como também partes dos atuais Irã, Síria e Turquia
 
Ziggurat UR - Iraque - reconstruído por Saddam
Essas terras eram conhecidas como "Al-Jazirah" (a ilha) pelos árabes, onde a civilização humana teve origem. O "berço da civilização" deve ser mais bem compreendida como uma região que deu origem a vários impérios e muitas civilizações, em vez de uma única civilização. 

Um momento da humanidade em que mulheres gozavam de direitos quase iguais aos homens e poderiam possuir terra, pedir divórcio, ter seu próprio negócio, e fazer contratos em comércios... que nem hoje.

Nessa época as atividades intelectuais eram altamente valorizadas em toda a região, e as escolas (dedicadas principalmente à classe sacerdotal – que nem hoje) eram tão numerosas como os templos e ensinavam a ler, a escrever, a religião, direito, medicina e astrologia - que nem hoje.

Os mitos da criação, Adapa, bem como a Queda do Homem e o Dilúvio de Noé, Enuma Elish e o Épico de Gilgamesh (a mais antiga história escrita no mundo) teve origem na tradição da Mesopotâmia.

Eridu (Iraque) - Narra a lenda, que originalmente, esse ponto foi a casa de Enki - conhecido pelos arcadiano como Ea – Senhor das águas -  o colonizador do nosso planeta. Portanto, Eridu é a cidade mais antiga da raça humana. Seu templo foi chamado E-Abzu.

Babilônia - traduzida pelo o arcadiano significa: “portão dos deuses” - e foi a cidade mais importante  da antiga Mesopotâmia cujas ruínas se encontram no atual Iraque - 94 quilômetros a sudoeste de Bagdá. 

Dois professores de profecia bíblica Dr. Charles Pak de Tulsa e Dr. Joseph Chambers foram testemunhas oculares de que Saddam Hussein estaria tentando restaurar a antiga Babilônia e teria gasto bilhões de dólares para isso.

Em 1983, Saddam Hussein começou a reconstruir o edifício mais imponente da Babilônia, os 600 quartos do palácio do rei Nabucodonosor II e toda a cidade no topo das ruínas antigas - por conta desse movimento de reconstrução, Saddam pode ter encontrado artefatos e outros objetos muito importantes que não deveriam vir a publico e os homens de preto foram lá e fecharam o portão.

Mas mesmo em meio a todos os seus problemas com os americanos e as Nações Unidas, o seu programa de reconstrução progrediu até que foi detido em 2003...

Ziggurats
Encontrado principalmente na antiga Mesopotâmia, eram grandes estruturas de vários andares, com degraus que levam ao topo. Embora a sua forma geral assemelhava as pirâmides egípcias, havia muitas diferenças entre as duas estruturas. Ao contrário das pirâmides, os ziggurats não têm passagens interiores ou câmaras.



Enquanto a maioria das pirâmides posteriores tinha paredes lisas, inclinadas, ziggurats tinha uma série de caixas retangulares, uma sobre as outras feitas de tijolos de barro e não blocos de pedras, como as piramides. 

Além de o seu acesso ser externo por rampas e escadas, está situado em um pátio murado inserido por meio de portões. Os cantos da plataforma estão alinhados com os quatro principais pontos da bússola. 

Os nomes dados a muitos ziggurats expressam a ideia de que ziggurats eram as escadas dos deuses. Na cidade de Sippar significava "a escada para o céu santo", enquanto o grande zigurate na Babilônia foi chamado de "o templo que é a base do céu e da terra".

Acredita-se que as construções Ziggurats serviam como templos para receber os deuses das cidades em que estão localizados. Toda cidade importante continha um ziggurat dedicado ao seu deus local como um aeroporto particular que permite que as divindades desçam do alto para visitar seus súditos.


Narra a lenda que o mais antigo ziggurat foi construído pelo rei U R -N Ammu,  por volta de 2100 aC. Sua base tem 60 a 50 metros e o edifício concluído poderia ter 15 metros de altura. Embora nenhum ziggurat intacto exista hoje, arqueólogos reconstruíram alguns estudando suas ruínas e descrições antigas que sobreviveram.

Templo Sob Lago Titicaca, Peru
A maior cidade submersa do mundo está sob as águas do lago mais alto do mundo em elevação ao nível do mar a 3.812m de altitude, e é o maior lago da América do Sul na fronteira Peru - Bolivia.

O templo de 200 metros de altura foi localizado por arqueólogos no ano de 2000, depois de seguir uma estrada submersa. 

O que teria acontecido com o planeta para que essa
 água fosse parar lá em cima? Muita chuva?

Esfinge de Gize estava boiando em água salgada do mar
Os autores dessa tese são os cientistas Manichev Vjacheslav I. (Instituto de Geoquímica Ambiental da Academia Nacional de Ciências da Ucrânia) e Alexander G. Parkhomenko (Instituto de Geografia da Academia Nacional de Ciências da Ucrânia).

Um estudo detalhado foi apresentado na Conferência Internacional de Geoarqueologia e Archaeomineralogia realizada em Sofia que abordou a idade da grande esfinge egípcia. 

Os cientistas alegam que pela investigação visual conduzida na Esfinge, a conclusão que chegaram foi que; grande massa de água inundou parcialmente o monumento ao longo do tempo deixando cavidades e cortes de onda em suas paredes verticais.  


"A morfologia destas formações tem uma analogia com tais cavidades semelhantes formadas pelo mar nas zonas costeiras”. 

Manichev e Parkhomenko estão firmemente convencidos de que a Esfinge deve ter sido submersa na água por um longo tempo. A conclusão é de que o fator decisivo na destruição do monumento histórico foi gerado pela energia das ondas, ao invés de abrasão de areia e ventos como se narra nas escolas.

A Esfinge é uma escultura feita em pedra calcaria com 73,5 metros de comprimento, 19,3 metros de largura e 20,22 m de altura.  

Segundo estudos, o fim do período Plioceno (entre 5,2 e 1,6 milhões de anos atrás), a água do mar invadiu o vale do Nilo e inundou tudo onde hoje é puro deserto.

A elevação brutal do oceano levou à formação de depósitos de lagos, que estão 180m acima do nível do mar Mediterrâneo. O alto nível de água do mar causou a inundação do Nilo, criando massas de água ao redor por longo tempo, o que, segundo os cientistas, corresponderia a 800.000 anos.

O corpo da Esfinge foi enterrado pelas areias trazidas do mar, que após um dramático evento de seca e com o recuo das águas do oceano, se tornou desértica, de modo que o vento e a consequente erosão da areia, não fariam nenhum dano a Esfinge.

Em 1 de Julho de 1798, Napoleão desembarcou no Egito, com 400 navios e 54.000 homens dando início a invasão do país, depois de recentemente ter invadido a Itália. Mas esta invasão egípcia teve um cunho diferente. Lembre-se: Napoleão era Maçon, sabia o que estava procurando.


Além de soldados e marinheiros, Napoleão levou 150 mentes brilhantes da sua época, muitos cientistas, engenheiros e acadêmicos cuja responsabilidade era capturar a cultura "egípcia e sua história"

A invasão militar foi um fracasso, mas o objetivo acadêmico teve sucesso além das expectativas. Todo invasor já sabe o que está procurando, e com Napoleão não foi diferente.

O Napo começou a tirar a esfinge da areia, mas ela só foi finalmente escavada entre 1925 a 1936, pela equipe liderada por Émile Baraize. Em 1931, engenheiros do governo egípcio perceberam que a cabeça da esfinge havia perdido parte do seu cocar em 1926 que também tinha abatido profundamente em seu pescoço. 

Parece que em 2008 um sistema de cavernas e túneis foi descoberta sob as pirâmides de Gizé, mas tudo corre nos bastidores e não sairá no Jornal Nacional ou no Fantástico, esquece. 

O importante é ficar ciente e acompanhar os movimentos dos donos do mundo. Eles não pararam de escavar, de fuxicar, de levantar todas as civilizações anteriores. Estão investindo muito dinheiro e tempo nisso. Por que? 
Aconteceu antes, vai acontecer de novo.

Juntando os caquinhos...
Em 20 de março de 2003, uma coalizão liderada pelos EUA - com o então presidente George W. Bush e o primeiro ministro britânico Tony Blair - invadiu o Iraque para depor Saddam, que foi acusado de possuir armas de destruição em massa, o que foi provado um tremendo blefe. 

Hoje acredito que Saddam não aceitou liberar espaço para escavações e explorações em seu território e os outros lideres não tiveram outra opção senão, tira-lo da reta.

"Posso dizer que peço desculpas pelo fato de que as informações que os serviços secretos deram eram falsas. Mas parece difícil me desculpar por ter derrubado Saddam. É claro que não é possível dizer que aqueles que derrubaram Saddam em 2003 não têm qualquer responsabilidade na situação em 2015”, declarou Tony Blair recentemente

E você acreditou nisso? Serviço secreto americano “errou”?
Saddam foi capturado em 13 de Dezembro de 2003 e em 5 de Novembro de 2006, Saddam foi condenado à morte por enforcamento pelo assassinato de 148 xiitas iraquianos em 1982. 

Onde já se viu algum ditador ser condenado a morte por exterminar um povo? Sua execução foi realizada em 30 de dezembro de 2006.  Tudo resolvido. Foi preso, julgado e devidamente enforcado em 3 anos. Eles estavam com muita pressa. Se fosse aqui no Brasil Saddam ainda estava vivo gozando de um lugar confortável no Senado. 

Primavera Árabe e as escavações continuam...
Foi uma onda de manifestações e protestos que ocorreram no Oriente Médio e no Norte da África a partir de 18 de dezembro de 2010. Não se sabe como a coisa começou, só se sabe que as redes sociais deram o start up.


A coisa ganhou peso na Tunísia e no Egito, com guerra civil na Líbia e na Síria; também ocorreram grandes protestos inflamados na Argélia, Bahrein, Djibuti, IraqueJordâniaOmãIémen e protestos menores no Kuwait, MauritâniaMarrocos, ArábiaSauditaSudão e Saara ocidental, mas menos no Brasil...

Mas a copa do mundo rolou solta na África do Sul em 2010, afastando os olhares do Norte da África e Oriente Médio. Melhor assistir a uma bola rolando que gente sendo bombardeada, não?

PROBLEMA – REAÇÃO - SOLUÇÃO
Tunísia – Presidida por Ben Ali - renunciou rapidinho no dia 14 de janeiro de 2011 e fugiu para a Arábia Saudita que o mantém com guarda costas 24h. Em 13 de junho de 2012, ainda asilado na Arábia Saudita, Ben Ali foi condenado à prisão perpétua por um tribunal militar de seu país. Mas tá calmo, relaxado, bebendo seu whisk acompanhado de charutos cubanos. 

Sua esposa, (também condenada), dá suas voltinhas para fazer compras no Kuwait e Qatar. Sua nova casa é protegida pelo exército saudita. Em julho de 2013, ele aparece no Skype com sua esposa em uma entrevista a um jornal francês. Em dezembro 2013, fotos dele de pijamas aparecem na sua conta de Instagram.

Egito – presidido por Mubarack - renunciou rapidinho em 11 de fevereiro de 2011. Pressões populares culminaram em janeiro de 2011, quando milhares tomaram as ruas do Cairo exigindo sua saída. Foi preso e condenado, mas está cumprindo uma sentença de 3 anos por corrupção e também aguarda novo julgamento sobre a morte de manifestantes durante seu regime. Ao mesmo tempo, a sua libertação foi ordenada. No entanto, Mubarak permaneceu no hospital militar desde janeiro 2014 devido a seus constantes problemas de saúde. Ou seja, gozando a vida com guarda costas. 

Libia – presidida por Gaddafi – revolta iniciada em 13 de fevereiro de 2011. Foi morto, e a partir daí uma guerra civil deu início em 16 de maio de 2014. Muammar Gaddafi permaneceu em fuga até que os rebeldes convergiram sobre a cidade de Sirte, em outubro de 2011, onde Gaddafi se escondia, sendo preso por militantes da oposição e morto sob circunstâncias estranhas. A Líbia foi declarada oficialmente "libertada" em 23 de outubro de 2011.

Tudo faz crer que Gaddafi não quis "negociar" a liberação do terreno para escavações e teve o mesmo destino que o Saddan...

Iemem – presidida por Abdullah Saleh – em 23 de abril de 2011 cerca de 4 meses após o início dos protestos no pais, o presidente concordou em deixar o poder. Após 32 anos no cargo precisava se aposentar entregando-o em 30 dias. Nomeou um integrante da oposição para liderar um governo interino.

Pelo acordo estabelecido, Saleh, sua família e seus principais assessores, receberam imunidade e não poderão ser processados. Saleh é o único ditador de um país árabe que não foi condenado á prisão perpétua após a sua renúncia, mas saiu do país. Nada como negociar direito um belo charuto cubano...

Desde a restauração mais recente do Ziggurat em Ur feita por Saddam, os soldados norte-americanos se apossaram do monumento no Iraque durante a caçada ao ditador.

Narra a lenda que Saddan estacionou seus caças MiG próximos ao monumento Ziggurat acreditando que os caças americanos iriam poupá-los por receio de destruir o antigo local...

Mas cá entre nós... o objetivo não foi bem esse... O velho Saddam estava mexendo onde não devia. 

Rola na WEB que o equipamento de radar da CIA poderia ter bagunçado o radar da aeronave Russa (que caiu recentemente no deserto) fornecendo informações falsas sobre sua altitude de voo, deixando assim, a aeronave na mira fácil dos rebeldes ISIS. 

Se é verdade, ou não, alguma coisa fez efeito. Voando mais baixo os meninos rebeldes poderiam identificar e abater o avião, fácil. 

Isso faz um link com o que escreveu o Jornal Daily Mail em 1 de Novembro, 2015. Dizia a nota que pilotos britânicos foram aconselhados por 3 meses a não voarem sobre o Egito por menos de 7.500 metros de altitude, pois seriam facilmente atingidos por mísseis.

E então? Faz sentido agora não permitir sobrevoar por cima do deserto Africano e ficar longe da região da Mesopotamia? Eles estão trabalhando lá embaixo e não querem gente atrapalhando, isso é certo.

Daí, com tudo acontecendo de maneira doida, começo a pensar que os deuses estão realmente retornando, e com certeza eles não estão vindo "lá de cima", mas bem daqui de baixo, do interior daquelas montanhas de areias !

laura botelho

meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos