Google

Translate my page Google

22 de jul de 2012

Agressão é uma necessidade não atendida


Postaram esse video no Facebook do grupo desse meu BLOG.




EU achei excelente a abordagem do Felipe Neto. Muito boa a visão dele para o que está ocorrendo nesse exato momento da história da humanidade.

Ele só reforça  a tese de que NÃO ADIANTA TENTAR CATEQUIZAR NINGUÉM QUANDO ESSE “ALGUÉM” NÃO PODE VER O QUE VOCÊ VÊ!

É uma perda de tempo e energia.
Perda de tempo porque deveríamos fazer o que ele nos propoe: Focar naqueles que nos procuram, naqueles que realmente entendem que a vida é muito mais do que o óbvio que estão nos mostrando.

Perda de energia porque quando ouvimos alguém agir como o Felipe Neto temos que observar que ELES NÃO ESTÃO PREPARADOS PARA SABER SOBRE SUA REALIDADE e temos que respeitar, como gostaríamos de ser respeitados – livre arbítrio, sempre.

E quando ouvimos algo desse nível de informação – a mensagem nos choca, nos irrita. A pressão sobe, o coração dispara e nossa energia fica bloqueada pensando em como “sacanear” ainda mais o goroto...

“Agressão é uma necessidade não atendida”

Perceberam como funciona a coisa? E é assim que estamos levando nossas vidas. Estamos sempre “lutando” contra alguma coisa, mas na verdade estamos lutando contra a agressão a nossa INTELIGENCIA, nada mais.

Quando ouvimos alguém nos gozar e ridicularizar sobre nossas crenças – e é o que fazemos com os religiosos  e céticos sobre controle iluminatti – nós ficamos cegos de raiva, e estamos cegos nesse exato momento quando extrapolamos nossas visões pessoais.

Esse video veio a calhar pela simples razão:
O Felipe Neto está certo em muita coisa, por exemplo:

Estamos focados em um único asssunto = Nova ordem mundial. E Daí? E se eles têm controle, e sempre tiveram, o que podemos fazer?
NADA!!!! Porrrrraaaa nenhuma!

Eu fico chocada quando leio coisas que fogem totalmente aquilo que eu escrevo. Eu escrevo para que você acorde, que você pesquise, que você encontre seu próprio caminho, sua própria dimensão perceptual sobre a vida que está levando, mas ao contrário, vejo as pessoas sairem de uma “causa” e entrarem noutra!  E quando entram, ficam piores dos que estão alienados!

Eu escrevo para dar outros pontos de vista – outras maneiras de ver a mesma coisa. Eu escrevo para dar links, portas, caminhos alternativos para aquele que não enxerga um palmo diante do seu nariz!

O Felipe Neto está certo no que diz respeito a acharmos que TODOS “conspiram”. O que não é verdade!

Essas pessoas são manejadas da mesma forma que fomos a vida toda!
Nem TODO maçon sabe o que está acontecendo no mundo, nem no seu próprio mundo!

Nem todo artista GLOBAL sabe que são usados para distração da galera Global! O Felipe Neto fala para uma geração que só vê que ele é um “gato” e muito gaiato, por sinal. Sua fala é própria para um público limitado. Como queremos mudar isso?? Não dá!!!

Esses jovens terão que despertar sozinhos. E muitos já estão!
Eles em algum momento vão seguir a manada que acordar, não por estarem cientes dos fatos (o que é triste), mas por modismo! Esse é o problema que está ocorrendo agora.

Fala-se sobre Nova Ordem Mundial, mas ninguém sabe que isso é uma falsa bandeira!! A nova ordem mundial já existe, já está em vigor desde que fomos “salvos” do último dilúvio!!! E seremos “salvos de novo!”

Há jovens que têm uma intuição aguçada e ficam quietos, só olhando.
Há jovens que se revoltam e se ferram, pois não há como “lutar” contra o sistema. Quem fizer isso, sairá do jogo...

Daí, se drogam porque a realidade é muito dura pra eles. Nunca tiveram ferramentas para lidar com isso. Mas agora eles têm = INFORMAÇÃO. Agora eles sabem que não estão sozinhos.

Há jovens que estão atentos a tudo, bem acordados. Eles estão navegando em todos os sites, em todas as esferas da sociedade como um mero expectador. Sabem se disfarçar muito bem transitando em todas as dimensões sem levantar suspeitas.

Há jovens que conseguem flutuar entre uma dimenção e outra – eles não se afastam dos amigos (mesmo que os amigos sejam uns idiotas), pois essa é a grande sacada! Saber lidar com a diversidade de dimensões!

OBSERVAR!  Apenas observe. Não “lute”. Apenas faça as coisas acontecerem com flexibilidade. Aguarde a hora de agir com inteligencia. Aguarde aquele que você ama abrir a quarda. Aguarde a melhor hora para contar o que sabe e vê.

Bater de frente só irá deixar você solitário. Estou vendo isso em cada email que me enviam...

Como as pessoas estão ficando solitárias – estão enfiando a cabeça na terra como uma avestruz, pois radicalmente, só querem ver o que querem ver!

O Felipe Neto nos deu um banho de informação. Eu sei que muitos vão coçar a cabeça e pensar que laura botelho tá maluca... mas esse pensamento só reforça a tendencia da radicalização... e o que precisamos, mais do que nunca agora, é EQUILIBRIO emocional.

Não sou perfeita. Não sou Santa. Não quero ser um guia espiritual pra ninguém, apenas mostrar outras facetas daquilo que não estamos vendo!!!

Acorda, por favor...

laura botelho




17 de jul de 2012

Video - Entrevista suspensa pela rede TVE Porto Alegre


Este é o vídeo do programa Frente a Frente, da TVE de Porto Alegre, gravado em 25 de junho de 2012, um dia após o Dia Mundial dos Discos Voadores

A história deste programa é bizarra. Simplesmente, depois de gravado, editado, formatado e absolutamente pronto para ir ao ar, ele foi CANCELADO com o mínimo de explicações.

Em e-mail, o diretor de jornalismo da TVE, Gilmar Eitelwein, disse que ele não seria exibido, apesar de pronto.

"Infelizmente, a direção da TVE entendeu que o programa Frente a Frente que realizamos contigo não será exibido, por não se adequar à temática e filosofia do programa. Lamento, ao mesmo tempo em que agradeço tua disponibilidade e participação".

Por não se adequar à temática e filosofia do programa?
Então por que convidaram um ufólogo?
Por que escolheram este tema?

"Bem, dizem que há uma primeira vez pra tudo na vida, e esta foi a primeira na minha em que vi algo assim acontecer... 

Convidado -- praticamente convocado -- com semanas de antecedência, tendo a pauta sido exaustivamente discutida via e-mail e telefone, inclusive eu estando em viagem ao exterior e pagando deslocamento caríssimo, compareci com muito boa vontade e com tudo o que me foi solicitado à sede da emissora, na capital gaúcha, naquela data.

Gravei o programa de uma hora com quatro debatedores, três reputados jornalistas locais e uma professora de astronomia (cética) da UFRGS. Tudo transcorreu normalmente, as discussões foram de alto nível e a equipe presente -- entre jornalistas, produtores, convidados etc -- se mostrou satisfeita com o resultado. 

No entanto, com uma explicação absolutamente rasa, sem qualquer sentido, o programa foi cancelado... 

Nunca vi coisa igual em toda a minha vida, e nem mesmo muitos outros colegas ufólogos e jornalistas -- inclusive gaúchos - consultados. "É um desrespeito", resumiu um deles.

Por fontes seguras, ouvi o rumor de que se tratou de preconceito da referida diretoria, o que me surpreendeu. Ora, estamos em 2012! Como todo mundo que me conhece sabe, já participei de inúmeros debates de todos os tipos, no Brasil e exterior, e confesso nunca ter experimentado uma situação dessas. Foi realmente estranho!

Mesmo assim, eis o vídeo, disponibilizado pelo jornalista Gilmar, para que vejam seu conteúdo"  
Gevaerd.


Eu não me espanto com essa atitude da rede de TV após eu assistir ao vídeo, pois a própria “cientista” faz uma observação quanto a esse tipo de assunto – OVNIs.

Ela nos diz que junto a seus colegas da NASA jamais viram qualquer sinal, nada que pudesse indicar que tal coisa possa existir.

Talvez a “cientista” não tenha visto “nada” da mesma forma que muitos não “desejam” ver nada. E a maior prova disso é a censura sobre esse documento e outros tantos que poderiam levar a milhares de pessoas a procurar mais e mais informação a respeito.

Mas é assim que fomos enganados até hoje. Desse jeitinho.
Todas as “provas” são editadas, adiadas, abafadas, canceladas, conduzidas a uma caixa preta onde o Ser humano não deve ter acesso. E por que não devemos ter acesso a essas informações?

Porque isso nos faz pensar e pensar não fará bem aos controladores do tempo.

Quando abrimos a mente para outro ponto de vista podemos abrir um leque de informação, links que levam a links que levam a links e isso abre a percepção para a vida que estamos levando. Nada bom para os controladores...

Meu BLOG não tem a visitação de uma TV, mas pode levar essa informação além, a outros países, outras fronteiras e eu não vou me calar, a menos que tirem esse site do “ar”.

laura botelho



14 de jul de 2012

Perguntas e Respostas - parte 2



Temei a Deus e dai-lhe glória, pois é chegada a hora do seu juízo;
adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas.”
Apocalipse 14:7

Minha intenção nessa postagem é a de expor o maior número de links possíveis num só lugar aumentando e diversificando a informação para aqueles que estão “despertando” agora para um novo olhar desse velho mundo. E através das duvidas frequentes de quem me escreve, conciliar, criar conexões com outras fontes de pensamento intuitivo.

Todos nós já possuímos todas as informações, mas não sabemos que sabemos sobre isso, e uma frase, uma imagem, uma única palavra, um simples pensamento, desperta, dá um “click” na pasta que se mantinha inacessível por nossa consciência (porteiro).

Para responder a todas as questões enviadas, eu as resumi a poucas indagações que continham o mesmo objetivo para ser pesquisado e não se tornar repetitivo e longo demais, o que ninguém aguenta ler.

O que está contido aqui sob a visão pessoal da laura, não retrata uma VERDADE, pois tal coisa não existe, se atentarmos para o fato que cada um de nós tem sua maneira individual de ver o mesmo objeto.

E quem estaria com a “verdade” sobre a nossa própria realidade?  Nós mesmos. Minha proposta é apenas oferecer ruminações, fazer Tico e Teco trabalharem em equilíbrio ao invés de brigarem o tempo todo.

Então para começar, vamos deixar claro que minhas “respostas” são baseadas nas minhas percepções de vida – eu foco aquilo que é importante para meu entendimento sobre existir nesse momento, nessa dimensão, nessa pseudo realidade holográfica. Escrevo e transmito aquilo que concilio como uma boa maneira de nos manter longe de encrencas.

Se você se afinar ao que estou propondo, ótimo, senão, ótimo também. Corre atrás do seu.
Toda a nossa “realidade” gira em torno de escolhas que fazemos, mesmo que a gente acredite que não fizemos essas tais escolhas. E para os que acham que nunca fazem escolhas e deixam seu destino aos cuidados de um deus – acaba de fazer sua escolha.

Para fazer escolhas conscientes (com+conhecimento) é necessário - Ter um foco, uma meta, um caminho estratégico a seguir – que fará com que nossa mente tenha condições de se manter integra sem desviar de seu caminho e escapar dessa loucura que o ambiente nos leva.

Seja o autor da sua vida, de suas expectativas e seus objetivos e sonhos, ao invés de se deixar conduzir pelos sopros divinos

Você é forte, mas não sabe ainda sobre isso, e minha meta é fazer você perceber, a cada dia, que pode e deseja ser forte, não só por aqueles que ama, mas antes, e principalmente, por você mesmo como uma energia em franca evolução de ser.

Agradeço ao carinho de todos pelas mensagens sobre meu trabalho nos comentários no corpo do email com as perguntas. Gostaria de dar lhes mais entendimento pessoalmente, mas sabemos que isso fica difícil, porém não impossível falarei mais sobre isso no meu Workshop em agosto.

Então vamos lá. Perguntas (negrito) e Respostas da Laura abaixo.

Essa transformação de consciência terá um ápice onde será perceptível claramente a todos os seres humanos, ou já começou gradativamente, ou os dois ao mesmo tempo?

Eu entendo que estar desperto/com+ciente constitui estar vigilante sobre seus pensamentos. Estar perceptivo a manipulação do ambiente em todas as áreas – humanas, materiais e imateriais.

E se você reconhece essa manipulação, então você já despertou.
Esse é o primeiro sintoma da coisa toda. Agora... o “como” estamos sendo manipulados é que devemos observar a cada dia. A manipulação em sua maioria é de cunho sutil, imperceptível, quando estamos apenas operando no Stand by.

Para isso temos que estudar primeiro: como nós entendemos o meio, como a informação impacta em nosso cérebro, e segundo; como devemos ressignificar o velho script para levarmos uma existência plena e equilibrada em todos os campos.

O importante é estar cônscio de que tem controle sobre seu cérebro, sua realidade e suas limitações sobre essa realidade - mas se esforça para desenvolver todo tipo de habilidade e ferramentas (informação) para encontrar soluções para suas duvidas e resolve-las da melhor maneira possível, mesmo que seus passos na busca do entendimento sejam diferentes de um Monge tibetano.

Não acredito em um momento “X” para que todos acordem, pois temos um “time” diferente, um ritmo diferente de aprendizado e de percepção.

Mas acredito que, em graus de percepção maior ou menor, todos vão sentir que o momento da virada ocorreu. Que algo muito dramático mudou aquilo que fomos levados a acreditar como “realidade” anterior.

Um pensamento análogo para você entender o que quero dizer, é como entrar numa sala de cinema e passar hora entretido vivendo e sentindo o que esta sendo visto, mas que num determinado momento do filme alguém desliga o projetor e acende as luzes. Por aí.

Os comportamentos irão variar diante da mesma experiênciaUns podem aguardar calmamente sentados na poltrona o filme voltar esperando que “alguém” salve seu dia.

Outros podem caminhar em direção a porta de saída prevendo que a coisa possa tomar outro rumo. E outros simplesmente podem se revoltar e jogar coisas na tela com raiva por perder o dinheiro do ingresso.

Cada grupo irá reagir de maneira a sua percepção (informação) quanto ao momento. Entendendo que a intuição pode ser a chave para a tomada de decisão.
Mas o contexto pode ganhar outro comportamento se “alguém” dentro do cinema gritar:

“FOGO!!”

Daí a corrida será irracional, individual e os grupos afins se perdem no meio da histeria... E é sobre essa ótica que devemos estudar. O que fazer quando as luzes se apagarem?...

Estará bem quem antes de tudo tiver equilíbrio emocional mantendo a calma, souber em que direção estão as portas de saída e organizar seu grupo para que não se perca no tumulto. Informação é a base de tudo!

Se traduzir conforme o pensamento, essa dimensão que iremos conhecer é algo como um estado vibracional onde a mente tem total poder sobre a realidade e tudo que quisermos ser ou criar será?

Para entender sobre “criar realidade” temos que ter uma noção básica sobre a ciência quântica. E a nova visão da física nos diz que a matéria não existe, ela é apenas fruto da nossa concepção sobre ela.

A matéria nada mais é que um conjunto de informações coletadas pelo sistema nervoso através dos 5 sentidos do nosso corpo que nos dão uma dimensão sobre o que estamos vendo, ouvindo e sentindo no ambiente.

Tudo que vemos/sentimos é fruto da criação de alguém - anterior a nossa existência - que nos deu a forma, a informação sobre como “as coisas” devem ser, pesar, conter, fechar, cair, alterar, somar etc...

Portanto, somos Co-criadores de uma nova maneira de ver o mesmo ambiente, somos Co-criadores de nossas próprias experiências, ao invés de deixa-las a cargos de alguém que pré-determinou o que devemos ver, sentir e agir.

É muito difícil colocar isso em palavras aqui, mas o que estou pretendendo passar é a visão sobre de como nosso “mundo”  particular funciona. Eu sei que parece coisa de filme de ficção, mas ainda estamos no cinema, lembra?

Melhorando a questão, devemos pensar em dimensão como PERCEPÇÂO de uma realidade e não como um lugar além, “um mundo de Nárnia”. Portanto, se temos muitas percepções sobre inúmeras experiências, existem inúmeras dimensões.

Eles nos levam a essa dedução que a dimensão é lugar para que a coisa fique mais fora da lógica, longe do H. esquerdo, pois 95% da humanidade pratica e abusa da utilização da lógica racional, e se não podemos provar – não existe.
Ponto para eles.

“A ausência de prova não é a prova de ausência"

A dimensão perceptual é um fato. Você vê, sente e se move conforme sua emoção a um determinado objetivo. O ambiente te leva a uma reação – esse sentimento te leva a um comportamento – e esse comportamento te leva a uma experiência que pode ser prazerosa ou não. Estados vibracionais são sentidos quando estamos diante de algo que nos trás conforto ou confusão.

O medo nos afasta do perigo, mas o medo excessivo nos inibe de descobrir novos conhecimentos, de aprender novas formas de ver esse mesmo mundo.

E o ponto zero? Esse é o ápice onde
essa mudança será brusca?

Pode ser. Pode ser que num “determinado ponto do tempo” haja a confluência de todas as mentes coerentes transitando num só canal positivo, modificando estupidamente a realidade que estaremos experimentando.

Seria como observar dois rios caudalosos, separados por uma enorme montanha com uma distancia relativa entre eles, mas que num determinado momento de uma chuva torrencial “apocalíptica”, se encontrem, se unam num só rio.

Você pode imaginar a força dessas águas? Elas podem mudar o cenário entorno, mudar a vida no local, mudar a estrutura das coisas, mudar toda a dinâmica desse antigo bioma.

Cara Laura, no seu texto sobre “Sincronicidade” você fala que as pessoas com mais de 64 anos não terão o DNA alterado. A minha dúvida é: sem essa alteração eu não poderei ascender para a 5ª Dimensão quando o NEXUS chegar, já que estou hoje com 66 anos? Como faremos nós pobres mortais que infelizmente não somos mais tão jovens como a maioria dos seus seguidores?

Já ouviram a expressão: “não se pode ensinar truque novo a cachorro velho”.

Pois é, de fato não dá para mudar algo que não deseja mais mudanças, mais desenvolvimentos. Quando eu escrevi isso eu tive a intenção de provocar a ira do leitor, quebrar o padrão e fazê-lo pensar. Essa é a função do texto, provocar emoções que levem a reflexão e movimento – o que gera mudanças.

Se você não gostou da mensagem, ótimo, sinal que sua mente se recusa ao limbo, a estagnação. A maturidade espiritual não está no tempo em que você permanece na Terra (sua idade), mas no desenvolvimento e flexibilidade quanto aos desafios que te envolvem na Terra.

“Evolução da Consciência” se traduz = Desenrolar do conhecimento.
Ascender” a uma dimensão consiste em perceber claramente a diferença de comportamento entre uma dimensão e outra.

A “quinta” dimensão é a percepção clara e notória de que o Ser não requer NADA = alimentação, moradia, roupas, medicamentos, família, proteção – para “existir”, pois como energia imortal que é, perceberá que todos esses temas são “programas” que nos prendem aqui nessa limitada dimensão (3D) para nos manter ocupados enquanto o “tempo passa”, evitando que exploremos outros assuntos.

Como um jogo qualquer, quanto mais você aprende o “como jogar”, mais você passa de fase. Nada diferente na vida “real”. A diferença é que você não sabe que é parte do jogo!

Em média, cada pessoa transporta 4 novas mutações em adição àqueles herdadas de gerações passadas, e cerca de 1,6 destes são deletério suficiente para ser eventualmente eliminado por seleção.

O que isso significa?
Seu DNA reage as mudanças externas e internas. Como um ship de computador ele armazena as informações que estão sendo enviadas por você a cada milésimo de segundo, seja de forma INCONSCIENTE ou CONSCIENTE desse fato.

Se você está “consciente” do impacto que o ambiente lhe trás e seleciona aquilo que quer ver, sentir e almejar para sua “existência” (física ou não) – seu DNA estará cada vez mais apto a receber - trocar - e dar sentido as novas informações aumentando sua função e adaptação ao meio caótico.

Se você não tem conhecimento (in+consciente) do que o ambiente lhe proporciona a cada experiência nova... seu DNA estará limitado ao velho programa – nada muito novo a acrescentar ao que já está informado, programado a fazer  - repetindo apenas o mesmo velho ritual de sempre.

Caso você faleça (morra fisicamente) suas informações estarão com você - SEMPRE. Portanto, se sua concepção de “existir”, foi ou ainda é, um plano onde há um ser “superior” que lhe dirá o que fazer, onde ir, o que comer, vestir etc... Bem vindo ao ciclo reeeeeeencarnatório!!

Fechando o pensamento, quero dizer que: se você tem mais de 50, 60, 70 ou 100 anos de vida e não se abriu a novos conhecimentos, a novas formas de ver a manipulação a que gerações anteriores foram levadas a ver até agora, você terá um DNA funcionando como o da sua bisavó com genes contendo todo tipo de enfermidades, manias, estereótipos familiares prontos para serem disparados ao menor sinal de seu comando – “consciente ou inconsciente”.

Mas se você está ávido de informação e está MUDANDO seu comportamento em relação aos novos aprendizados... seu DNA estará se adaptando a isso instantaneamente, independente do tempo de sua existência.

Tenha controle sobre sua saúde. Saiba que os sintomas (doenças) são mecanismos que a natureza encontrou para lhe dizer: MUDE!!!!! – Não repita as mesmas manias e rituais de seus antepassados, pois o “programinha” vai rodar caso você não quebre esse padrão.

Tenho uma mulher de quem gosto muito, mas uma pessoa muito cética e duas filhas, uma de 10 e outra de 15. Tenho “medo” que eu não consiga ultrapassar, que eu não consiga pensar numa forma de mundo sem elas…. Como ajudar as pessoas a despertarem da ilusão exterior, abrindo suas mentes e estarem preparadas para enxergar as possibilidades em meio as mudanças?

Não podemos fazer nada contra o livre arbítrio. Essa é a ainda a única “lei” nesse universo que deve ser respeitada. Cada um tem seu tempo de despertar. Temos que aguardar o beijo do “príncipe”.

O que parece óbvio para você não é nada óbvio para o outro. São programas diferentes. São seres de dimensões diferentes que habitam o mesmo tempo e espaço, presos a um cinturão de energia que inibe essa lembrança.

Podemos acessar uma dimensão acima e ainda acessar uma dimensão abaixo convivendo agora mesmo com essas pessoas que não conseguem ver o que outros veem.

Essa “viagem” dimensional é feita sempre que respeitamos o livre arbítrio. Exigir que alguém VIVA na sua dimensão é no mínimo improdutivo. Não haverá fluxo positivo, apenas contra fluxo de energia (estresse).

Eles não estão preparados para ver aquilo que não conhecem, mas você pode equilibradamente conviver na mesma dimensão limitada que eles vivem e voltar para sua - sem estresse. Isso é um bom exercício que indica sua evolução. Desapego é a palavra certa.

Para haver coerência de pensamentos devemos aguardar uma brecha no tempo. Como um momento em que alguém acessa uma página “sem querer” do meu BLOG e lê algo que faz sentido com aquilo que ela pensa em algumas partes, mas nem toda, e busca saber mais em outras fontes.

Eu não posso sair por aí catequizando ninguém. Eu falo e escrevo para aqueles que estão coerentes com o mesmo nível de informação, num grau maior ou menor, mas ainda sim, num nível de percepção além do “obvio” que muitos não vêm.

Como sair definitivamente do sistema - mesmo ainda estando nessa dimensão - de uma maneira pratica com ações concretas?

De maneira prática e concreta para sair do sistema? Só morrendo.
Não temos como “sair” desse “sistema” a não ser “não existindo”, pois todas informações estão no nosso DNA e a menos que a gente mude esse padrão de informação radicalmente, não há como sair do sistema, da MATRIX.

No filme Matrix o personagem Neo, nasceu de novo, lembra?
Preste atenção a suas palavras, suas ações. Elas indicam o que você pensa inconscientemente. Como queremos mudar de dimensão, se nem sabemos o que é uma “dimensão”?!

O que podemos fazer para amenizar
os efeitos devastadores da 3D?

Mudando o padrão vibracional. Mas como?

Mudando nossa maneira de INTERPRETAR o que vemos, sentimos e nos comportamos, já que tudo não passa de bits de informação organizados pelo nosso cérebro conforme nossas crenças pré instaladas. Mude as crenças e o mundo muda.

Ações concretas = mudar aquilo que nos faz mal internamente. 
Mas quantos têm essa força? Quantos sabem realmente aquilo que lhes faz mal, que te deixa para baixo, te leva a um nível depressivo, negativo?

E quantos querem EFETIVAMENTE mudar suas vidas? Mudar o roteiro, mudar o caminho? Mudar a forma como trata o próximo? Mudar a forma como é tratado?

Difícil, né? Seria mais fácil “alguém” descer aqui e mudar tudo pra gente, ou nos levar para o país das Maravilhas, a Terra prometida.

Nessa Terra prometida “alguém” dirá para o outro o que ele tem que fazer para que EU não precise mudar, pois se o outro muda, EU não me magoaria tentando mudar minhas convicções. Na Terra prometida, lá fora muda, mas EU não. Só preciso acompanhar os passos do que o Mestre mandar.

Que coisa, eim?... Sabe qual é o nosso maior desafio para mudar tudo? É mudar tudo!

O que poderemos esperar neste final de ano? O que pode acontecer, a todos nós que acompanhamos os blogs da net sabendo sobre: 3ª Guerra, Armageddon, Nexus, Crise, Doenças, Explosões Solares, etc. Gostaria de saber o que a Laura Botelho espera para o já fatídico e cada vez mais confirmado 21 de dezembro de 2012?

Todos vamos morrer um dia e Laura Botelho não espera o fim do mundo, mas o fim de um ciclo reeeeeeeeencarnatório. Laura deseja muito e fará tudo para interromper seu próprio ciclo de idas e vindas a essa dimensão limitada. Estou estudando para isso.

Laura espera e aguarda, a cada minuto, mudanças sensíveis no ambiente que lhe mostre que está no caminho certo. Laura vigia e observa a conduta de cada um que a rodeia. Laura quer coerência comportamental com as pessoas com que ela interage, quer coerência na dimensão em que ela transita.

Só podemos saber se estamos atravessando uma dimensão (qualquer que seja) se efetivamente podemos sentir essa mudança.

E como podemos “provar” que estamos numa dimensão acima agora mesmo? No numero de vezes que “adoecemos” – na melhor expressão = sintomatizamos um alerta. Com que frequência ficamos resfriados, gripados, com dor aqui e ali? E se o sintoma aparece, com que rapidez ele evapora e some e volta ao normal?

Com que frequência nós ficamos cansados, estressados, entediados, revoltados? E com que rapidez essas emoções são estabilizadas? Perceba essas mudanças de humor.

Com que frequência ingerimos alguma coisa? Perceba o que te move a comer toda hora. Vigie seus pensamentos quando quiser “beliscar” alguma coisa todo o tempo. 

Não nos alimentamos porque temos fome, mas porque estamos ansiosos. Ansiedade nos leva a fumar a beber e a comer a sair e comprar, comprar.

Com que frequência reclamamos das coisas?
Da política, do trabalho idiota que executamos todos os dias, dos filhos ingratos, dos pais que dão trabalho e não fazem nada para facilitar, dos cônjuges egoístas... ah, esqueci do engarrafamento!

Se tudo te aborrece com facilidade é sinal que você não consegue sair da sua dimensão perceptual de seu umbigo.

Gostaria de saber de você, o que pensa sobre o papel das religiões na elevação moral do "ser"?

As religiões (a palavra já diz – re-ligação com a dinvidade) foram estratégias usadas pelos negativos de plantão para controlar o maior numero de seres e suas energias. A religião não permite que o cérebro se afaste da ideia de quem está no controle do ambiente.

Corruptos dando graças a deus "pela
propina que nos dai hoje"
Através da religião, da crença em algum ser divino, mantém o foco, o objetivo uma direção certa através da hipnose de massa ou individual.

Hipnose se consegue com rituais, hábitos, palavras repetitivas, mantras, com práticas contínuas de comportamento. A hipnose refaz o programa, sempre que ele é quebrado por outra informação contrária.

Através da hipnose podemos ressignificar o mesmo evento, dar ao cérebro outro comando em cima daquilo que está sendo experimentado.

Podemos através da hipnose fazer alguém andar sobre fogo, saltar de lugares altos, beber veneno sem se abater por ele. Cortar a sua própria carne sem dor, sem sangue. Podemos materializar algo que não foi visto por muita gente, podemos reverter uma doença incurável e tudo aquilo que o individuo se permitir acreditar.

A religião refaz todos os dias o velho programa de milhares de anos através da hipnose. Ela mantém viva a fé, a crença, o programa que está em execução. Quando a fé, a crença é quebrada... o programa se desfaz e o ser pode então enxergar além do “óbvio”, daquilo que não podia ver por conta da hipnose diária.

O primeiro livro impresso por Guttemberg, no século XV, reúne escritos fundamentais para as 3 grandes religiões monoteístas – Judaísmo, Cristianismo e Islamismo – programas semelhantes com significantes diferentes para atender culturas diferentes.

A Bíblia nada mais é que um compendio de 73 livros escritos em momentos históricos diferentes. O Velho Testamento, aceito como sagrado por judeus, cristãos e muçulmanos, é composto de 46 livros que pretendem resumir a história do povo hebreu e a disputa de controle entre Enki e Enlil.

Os 27 livros do Novo Testamento abarcam um período bem menor: cerca de 70 anos que vão do nascimento do personagem Jesus à destruição de Jerusalém pelos romanos em 70 d.C.

O coração do Velho Testamento são os primeiros 5 livros, que compõem a Torá (que significa "lei" em hebraico) do Judaísmo que narram o início dos tempos, inclusive a criação do homem – que segundo “especialistas” teria ocorrido em 5000 a.C.

O Gênesis - o "livro das origens" - narra a criação do mundo e do homem até o dilúvio universal (Noé e tudo mais) – o fim da ultima civilização. “O fim do mundo” de muita gente, mas estamos aqui ainda.

O texto do Êxodo - narra a saída dos judeus (povo de Enki) do Egito sob a liderança de Moisés (Thoth) para uma “nova vida”, uma nova ordem.

Os Números – narram a longa travessia dos judeus pelo deserto até a chegada a Canaã, “da terra prometida”.

Hoje inúmeros estudos mostram - com provas cabais - que a “Bíblia”, ou Antigo Testamento é uma coleção de contos escritos e reeditados a partir do século VII a.C.

O núcleo central do Novo Testamento são os quatro evangelhos.
A palavra evangelho significa "boa nova" e a intenção desses textos é a de criar o mito de um novo salvador - o Cristo.

Três dos apóstolos - Mateus, Marcos e Lucas - são chamados sinóticos, o que pode ser traduzido como "com o mesmo ponto de vista". Mas em “Marcos”, Jesus precisa fazer “rituais de magia” para conseguir um milagre.

Parte dos evangelhos chamados "apócrifos" – pois não se sabe quem os escreveu - fazem parte de uma biblioteca cristã do século IV descoberta em 1945 em cavernas do Egito por um pastor de ovelhas que estava passando pelo local a procura de seu celular... e acabou esbarrando nesses “contos”.

Pesquisadores reviraram de cabeça pra baixo os textos encontrados pelo tal homem em não encontraram nenhuma ligação entre Jesus e os essênios - a não ser a revolta comum contra a dominação romana e a espera aclamada pelo tal “messias” que iria “salvar” o povo dele de “qualquer coisa”.

O que ficou claro pelos estudos é que o personagem “Jesus” emitiu uma série de ditos sábios - foi um judeu sectário - um agitador político que ameaçava levantar dois milhões de judeus da Palestina contra o exército de ocupação romano - foi executado em circunstâncias que não batem com as características da época descritas - e passou a ser, misteriosamente, celebrado em cerimônia por um grupo seleto que impôs a fé para que todo o resto da história fosse tomada como verdade, assim como aconteceu com as lendas de Moisés, David e Salomão etc.

A história do Dilúvio, no Gênesis da criação, foi substituída pelo Big Bang hoje – seria mais “racional” para as mentes modernas. A criação do homem vinda dos macacos por evolução espontânea, totalmente desprovida de propósito, mas apenas selecionada pela “natureza de deus” (genes), segundo Darwin, seria conveniente aos desejos desse “outro” = deus. Segundo essa tese, deus daria as regras do jogo e não os humanos.

Por volta do ano 5.600 a.C., ao final da última era glacial, o Mar Mediterrâneo invadiu o interior da Ásia na região hoje ocupada pela Turquia, mais precisamente a Anatólia. Num “evento catastrófico”, o mar Mediterrâneo irrompeu através do Estreito de Bósforo dando origem ao Mar Negro como o conhecemos hoje. Um imenso vale de terras férteis e ocupado por um lago inundado em 2 ou 3 dias.

Os povos que ocupavam os vales inundados tiveram que fugir às pressas e o mais provável é que a maioria tenha morrido com a violência das águas (tsunami) e por não acreditarem nos avisos “celestes”.

Mas alguns sobreviventes atravessaram as montanhas da Turquia, conduzidos por “alguém” que prometeu um “mundo melhor”. E consequentemente à Mesopotâmia (terra entre dois rios), tornou assim o lar de uma “nova civilização” dos mais antigos ancestrais dos sumérios, assírios e babilônios dando início a essa “nova civilização”, com novas regras, novas metas, novos scripts, através das tábuas dos 10 Mandamentos – o primeiro código civil da humanidade.

Bom, o resto vocês já conhecem. Isso é provável que aconteça novamente com uma “nova ordem” após novo “dilúvio”. Uma “nova civilização” será conduzida por “alguém” que levará os desorientados e ignorantes a uma fatídica vida material dando reeeeeinicio ao processo escravo nessa dimensão = a finalidade da existência humana.

Você tem medo de morrer?

Agora não, mas antes eu tinha. Pra dizer a verdade não tenho mais medo de nada. O fato de eu estudar a vida da raça humana e como nossa mente funciona, me levou a links dos quais eu “intuitivamente” já sabia, mas eu não sabia como eu sabia sobre isso antes.

Percebi que somos levados a direção certa, mas por nos distrairmos com coisas do dia a dia, mudamos o foco, o caminho do meio. Mas se persistimos na ideia intuitiva vamos chegar lá. E foi isso que aconteceu comigo.

Ter uma meta, uma direção, um objetivo nos leva a nos manter na trilha que nos levará a casa dos setes anões. E no momento que você os conhece melhor, que os identifica, a vida fica mais fácil, mesmo que uma bruxa má tente fazer com que você volte a estaca zero, e te encerre em seu próprio mundo isolado dos demais.

De acordo com os evangelhos sinóticos, no dia que Jesus foi crucificado  as trevas cobriram a terra durante horas, um evento que mais tarde veio a ser referida como a "crucificação eclipse". 

 “Agora desde a hora sexta, houve trevas sobre toda a terra até à hora nona. (...) E eis que o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo, e a terra tremeu, e as rochas, e os sepulcros se abriram, e muitos corpos de santos que dormiam foram ressuscitados; E, saindo dos sepulcros, depois da sua ressurreição, e entraram na cidade santa e apareceram a muitos.
Mateus

Vários historiadores cristãos têm associado a profecias ao período de escuridão. Descrevem início escuridão ao meio-dia ("hora sexta") e continuou até 3 horas ("hora nona" )Farei o sol se por ao meio dia, e escurecer a terra em plena luz do dia” – Jesus
Vênus é referida como "Lúcifer"- portador da luz - ou a estrela da manhã que anuncia o nascimento e a morte diária do Sol.

Vênus era conhecida também como Inanna, Innin, Astarte, Ashtar, a grega Afrodite.

Muitos dos homens-santos crucificados do mundo têm seu aniversário tradicional em 25 de dezembro – Natal = nascimento = nātālis do latim, nataledo italiano -  noël do francês -  nadal do catalã etc.

Os antigos declaram que o "dom de Deus" havia "morrido" por 3 dias e foi "nascido de novo" em 25 de dezembro

Os "seguidores", "ajudantes" ou "discípulos" do Sol são 12 meses e os 12 signos do zodíaco ou 12 constelações, através do qual o Sol deve passar e está entre eles. O Sol ao meio dia está no templo do "Altíssimo", assim, "ele" começa "o trabalho do pai" em idade de 12 anos - Antes dos 12 anos ninguém ouve falar do Senhor.

O Sol entra em cada signo do zodíaco no 30º dia, portanto, o "Senhor" começa seu ministério em idade de 30 anos.

No final do ciclo de 33 anos, o Sol se encontra no mesmo dia e no mesmo minuto de longitude da Terra anterior a sua nova vida.

O Sol está pendurado em uma cruz ou "crucificado", que representa a sua passagem através dos equinócios, o equinócio vernal – Páscoa - altura em que é então ressuscitado.

“Naquela mesma noite passarei pelo Egito e matarei todos os primogênitos - homens e animais, e vou trazer juízo sobre todos os deuses do Egito. Eu sou o SENHOR”

As 10 pragas que “deus” teria enviado para “salvar” os homens da escravidão no Egito narram os primeiros sinais de uma catástrofe ecológica em andamento, nada diferente da que estamos vendo agora consequência das mudanças do clima.

As águas do Nilo se tingem de sangue
A mudança climática repentina aquece a água dos rios provoca a reprodução descontrolada de Pfiesteria, uma alga que provoca hemorragias nos peixes, matando-os e intoxicando as águas com sangue.

Rãs cobrem a terra
Devido a intoxicação das águas, seria natural que todo o sistema ecológico ficasse bagunçado e as rãs e sapos fogem procurando um novo ambiente para viver.

Moscas escurecem o ar e atacam homens e animais e nuvem de gafanhotos atacam plantações. Habitat caótico, insetos se proliferam em demasia e seus predadores, em menor número, não conseguem dar conta de re-equilibrar o sistema.

Animais mortos por todo lado e um calor propício a novas cepas (variante genética específica de um organismo), espalham doenças entre homens e animais. 

Fogo, tempestade de granizo ou saraiva, destroem plantações – fenômeno atual de variação de temperatura que estamos presenciando frequentemente. O Granizo muitas vezes é fruto de mudanças climáticas bruscas por conta das erupções vulcânicas, o que se tornará frequente daqui pra frente

Escuridão encobre o Sol por três dias
Então o SENHOR disse a Moisés: "Estende a tua mão para o céu, para que a escuridão se espalhe sobre o Egito trevas que podem ser sentidas." Então, Moisés estendeu a mão para o céu, e a escuridão total cobriu todo o Egito por três dias. Ninguém podia ver ninguém, nem sair do seu lugar por três dias.
Êxodo 10:21-23

A questão do medo

Inuit é um povo esquimó que acredita que as causas das doenças são de origem espiritual e comem apenas duas refeições principais por dia e somente quando estão com fome. Sua base alimentar é de carne de animais, mas eles sabem que sua sobrevivência faz parte de uma troca.

"O grande perigo de nossa existência repousa no fato de que nossa dieta consiste inteiramente de almas". Povo Inuit

Textos antigos indianos relatam que há 4 “Leis da espiritualidade"

1. A pessoa que vem é a pessoa certa.

Ninguém entra em nossas vidas por acaso. Todos que têm contato conosco o fizeram porque os atraímos de alguma maneira. Eles estavam afinados, coerentes com a nossa frequência do momento. Por isso, as pessoas vão embora e chegam a todo instante fazendo parte dessa engrenagem de informação para evolução.

2. Aconteceu a única coisa que poderia ter acontecido

Tudo que nos acontece é fruto de nossas escolhas (inconsciente ou consciente). Se não entendemos no momento por que aquilo aconteceu ou está acontecendo, devemos ficar atentos para entender a mensagem que está sendo dada para aprendermos com ela. Um sintoma nos faz verdadeiros, nos deixa transparentes. Entenda sua “doença”, ela está lhe contando algo sobre você.

3. Toda vez que você iniciar algo - é o momento certo.

Tudo começa na hora certa, nem antes nem depois. Quando estamos prontos para iniciar algo novo em nossas vidas, é que as coisas acontecem. Se ela não está dando certo, não é para ser dessa maneira e você terá que rever suas metas. Flexibilidade e equilíbrio emocional – te levam a outras dimensões.

Não é por acaso que estamos unidos agora, nesse exato momento. Aprendemos uns com os outros sem necessidade de estarmos ligados fisicamente, apenas intuitivamente. Não temos “corpos”, cargos, status social, na WEB, apenas seres fazendo as melhores escolhas dentro daquilo que acreditam.

4. Quando algo termina, ele termina.

Simplesmente assim. Se algo acabar em nossas vidas é porque chegamos ao final do jogo. Tudo que havia para ser dito e experienciado, foi feito – é o fim de um ciclo, início de outro.

laura botelho

meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos