Google

Translate my page Google

29 de out de 2010

Um Horizonte de Eventos...


“O fato é que nenhum estudioso jamais foi
capaz de estabelecer uma data para
a criação de qualquer mito."
Graham Hancock,
Fingerprints
of the Gods Mandarim

A arte do ocultismo pressupõe que, uma vez que um símbolo é criado, ele adquire um poder próprio, se instalando no inconsciente humano de tal forma que só perderá ação caso esse símbolo seja desvendado, revelado...

Estou bancando o Mister M” aqui, mostrando aos meus visitantes como uma ilusão pode ser fabricada.

Tenho certeza que muitos não gostam que revelemos “o truque”, pois isso os faz sentir meio bobos e de fácil persuasão. 

Me perdoe, mas o que estamos enfrentando nessa passagem não é nada fácil. Poder ver, enxergar como estamos sendo manipulados, não é nada fácil mesmo! Mas também não é impossível de se descobrir, basta muita pesquisa para encontrar a ponta do fio.

São charadas e mais charadas. Tudo envolto em muito mistério, códigos, ícones e mudanças de paradigmas. Me sinto num eterno filme de Sherlock Homes. Quando penso que descobri tudo... percebo que só estou vendo uma pequena parte da coisa toda. Então, volto a fuxicar mais e mais até ligar todos os links.

Os maçons/Illuminati detêm a arte do enigma. Agora já conhecemos o Modus operandi dessa turma. Já é fácil perceber que tudo gira em torno de números, símbolos, imagens que ancoram a uma mensagem que deve ser decifrada. Não esquecendo que tudo gira em torno de freqüências ressonantes, afinal, a informação que recebemos através de nossos 5 sentidos vem através de vibrações nas cores, luz e som.  

Números 3, 7, 9,11,13, 33, 39 ou qualquer múltiplo desses números têm um significado especial para os Illuminati. Estão em todos lugares. Agora que podemos ver, eles quase caem no nosso colo. Parece aquela brincadeira de ganha um ponto quem ver um fusca na rua. Basta focar, dirigir o pensamento e passamos a ver fuscas em todos os lugares. O nome que se dá a esse fenômeno chama-se: Percepção Seletiva

No símbolo da América são 13 folhas no ramo de oliveira com 13 bagas. 
13 listras sobre o escudo.
13 setas à direita. 13 estrelas acima da cabeça da águia. 
13 as letras num "E Pluribus Unum" na fita.  (de treze (colônias),um)
13 as letras num Annuit Coeptis. 
Há 13 blocos de cima para baixo na pirâmide, blocos que representam as 13 famílias satânicas.
A nave espacial Apollo 13  que explodiu chamava-se Aquarius, e ocorreu em 13 de abril. Os apóstolos eram 12 + Jesus = 13.

Podemos ficar aqui o dia inteiro procurando 9,13, 33 etc que nem fuscas em muitos eventos.

Há quem afirme que o poder de Hitler sobre o povo adivinha dos segredos ensinados por Gurdjieff que trouxe muita sabedoria sobre o Eneagrama e outras magias com conhecimentos orientais tibetanos da Sociedade Japonesa do Dragão Verde de mais de 4.500 anos atrás.

Uma observação: O Eneagrama de hoje, voltado para tipos de personalidades foi desenvolvido por um Boliviano em 1970 de nome Ichazo que fundou o Instituto Arica, no Chile que foge da abordagem que o Mestre Gurdjieff fazia. São coisas diferentes.

Hitler diante de tais informações, organizou expedições ao Tibete, Nepal, Grécia, ao Ártico e à Antártica em busca da nação Ariana Hyperborea, (O termo "hiperbóreo" é usado atualmente para indicar qualquer um que viva em clima frio) para encontrar mais magos, supostamente antepassados extraterrestres das raças arianas, provenientes da estrela Aldebaran. Hitler sabia demais...

Outro que também parece maçon é o tal de Michel de Nostredame (1503-1566). Nostradamus para os íntimos. Digo Maçon, porque o cara adora um mistério, uma charada, uma incógnita. Suas predições foram publicadas em 1555 com o título Centúrias (quadras em grupo de cem), escritas em linguagem metafórica, tal qual os textos bíblicos, de difícil interpretação e baseada no entendimento, crença de cada um.

Dizem que Nostradumus sabia da existência dos planetas Urano e Netuno. E daí? Os Dogon, os Maias e Sumérios também sabiam. Afirmam que Nostradamus codificou suas previsões para escapar da fúria da Igreja que não gostava de bruxos videntes, mas... se você pesquisar bem, verá que sua intimidade com Reis e Igreja eram recíprocas. Não procede esses “códigos”. Ele fazia mapa astral para os grandões da época – e acertava muito pouco, diga-se de passagem.

Há relatos que Nostradamus teria queimado todos os seus trabalhos em sua biblioteca, porém ninguém pode dizer exatamente que livros foram destruídos neste incêndio. Mas... em 1982 uns jornalistas italianos de nome Enza Massa e Roberto Pinotti - “descobriram” - na Biblioteca Nacional Central de Roma um manuscrito datado de 1629 com ilustrações que supostamente seriam do profeta do Apocalipse, texto esse conhecido hoje como o livro perdido de Nostradamus. O tal livro contém imagens (que os jornalistas acreditam ser) de uma cronologia dos eventos que se concluirão em 2012.

Esse papo não é parecido com os textos do Mar morto?

Um pastor de cabras vinha passando pelas redondezas e justo num buraco “descobriu” papiros antigos e blá, blá, blá... Tenho certeza que já vi esse filme...

Numa das quadrinhas o Nostra diz:
"No ano de 1999 e sete meses, do céu virá o “rei do terror”. 
Ele fará viver o grande conquistador. 
Antes e depois da guerra, reinará com felicidade".

A verdade é que nada aconteceu nem em julho nem em agosto no ano 1999. A Terra continuou girando ao redor do Sol e em torno do seu eixo. Lula ainda estava em campanha para presidência, não houve nenhuma convulsão social e o tal “rei do terror” não rolou nessa data, só veio a tomar posse em 2002!

Sabemos que não foi a única previsão a não fazer sentido. Então o que deu errado aí?

Vocês sabem o que penso sobre “PROFECIAS”. Profecias são auto-realizantes. Elas são produzidas a partir de um modelo que vocês conhecem com o nome de - LEI DA ATRAÇÂO. E como funciona a lei da atração? Basta que você foque, se dedique e concentre suas energias em um objetivo que ele se concretizará. Já ouviu a frase: “cuidado com o que deseja, pois pode conseguir”. É pura verdade. Veja a brincadeira do fusca!

Os negativos usam essa tática de guerra. Usam e abusam da lei da atração.
  •   Primeiro nos dão um evento, uma imagem (você decide o que quer ver, ela obedece a sua crença, aquilo que você acredita).
  •  Segundo: estipulam uma data. Nossa mente trabalha com datas, períodos de tempo para acompanharmos a evolução do nosso programa e dedicação ao objetivo proposto.

Lembre-se - Eles nos ensinaram a fracionar o tempo em milésimos de segundos! Portanto, acreditem, sei como funciona a “coisa” da profecia. É um programinha safado.

Os Maias, assim como os relatos das antigas civilizações, não nos deixaram “profecias”, pois é isso que “ELES” querem que acreditemos, mas apenas perfeitas orientações sobre como funciona o Universo.

Nos deixaram orientações práticas de o que “pode acontecer”, já que sabiam coisas que nós da era moderna desconhecemos totalmente. A grande maioria da humanidade não sabe fazer diferença entre um asteróide de um cometa!

Seres hiperdimensionais estão além do tempo linear o que para nós consiste em uma série de presentes, futuros prováveis.  Nessa dimensão 3D a que passamos - precisamos promover os acontecimentos e nos parece que eles devem respeitar o nosso livre arbítrio, mesmo que nós não tenhamos conhecimento dessas escolhas.

Fazemos escolhas a todo segundo e mesmo que você diga, “eu prefiro não escolher nada” – você acaba de escolher em não fazer uma “escolha”. Não há saída. Pensou, escolheu. Por isso, é fundamental bater nessa tecla –

Vigie suas crenças, vigie seus pensamentos. Pratique a autoconsciência.

É necessário estar na freqüência vibratória dos negativos para que eles possam manipular nossas vidas. Ao ressoar dentro de seu espectro de freqüência, você entra em seu território hiperdimensional e daí... pouco pode se fazer se você não tem conhecimento de suas vibrações. Manter uma freqüência elevada da alma é absolutamente essencial para se manter fora de problemas. OK?


Estão produzindo efeitos no campo planetário para justamente observar quem cai na armadilha. Esse é o momento em que há a separação do joio e do trigo. Os que têm fé em si mesmo – e os que não têm.

Ajoelhar no chão e pedir pelo amor dos “deuses” para que lhe salve... é tudo que os negativos desejam. Observe que ao pedir, suplicar ajuda é desconhecer totalmente o poder que há dentro de você e desconhecer muito mais ainda - de quem você é!

Somos todos = pura energia e seremos sempre. Temer perder seu corpo, sua casa, suas finanças e o pão de cada dia, é um reflexo da ausência total desse conhecimento. Se você teme por perdas, é porque não entendeu nada!

Sua freqüência vibratória está no nível deles, na fronteira com o desconhecido... MEDO!

As forças negativas, cientes das mudanças iminentes na galáxia, estão contando com a supressão de freqüências em massa. Eles precisam colher uma safra grande de energias para manter o controle futuramente, seja nessa densidade ou em uma próxima.

Somos material genético de relevada importância para dar prosseguimento aos objetivos dos Grays, minha gente, para dar continuidade a sua raça quase em extinção. Eles aprisionam energias em outros planetas para as mesmas finalidades, mas os terráqueos são de uma grandeza, de uma realeza impar no universo. Eles nos querem deeeessssespeeeradameeeenteeee!

A escolha coletiva de eleger um cenário catastrófico seria o consentimento, o livre arbítrio suficiente para dar a essas forças negativas o reino livre para reescrever a sua história, a fim de ampliar e solidificar o controle no presente e no futuro. 

A falta de conhecimento daqueles que não fazem a menor idéia do que vem por aí, e aguardam sentados em sua poltrona na frente da TV esperando 2012 chegar - será a realidade do que todos verão. Um fato que não difere em nada do “Arrebatamento” ou estilo de vida cristã do Juízo Final que promove aguardar passivamente para o fim do mundo.

Se você quer saber o que sua vibração está lhe proporcionando, olhe o tipo de experiências que você está atraindo agora. Perceba o tema da história da sua vida. Ficar rico? Fazer com que todos estejam felizes? Quer apenas viver sem esquentar a cabeça com muita informação, uma missão que não te leve a lugar algum?

Se você pensa parecido com isso, posso lhe assegurar que você tem medo. Muito medo. Pensar em agradar a todos é insegurança. Abrir mão de uma missão de vida (seja ela qual for) é ter medo de não ser forte o suficiente para poder seguir. Ter posses... bem essa nem preciso comentar – quem tem, tem medo!

Até Madre Tereza de Calcutá já estava de pé atrás com seu Deus... Nos seus últimos 50 anos de vida ela não tinha mais fé que pudesse contar com a ajuda de cima. Ela sabia que se não tivesse trabalhado tanto para que as coisas acontecessem...nada acontecia. O tal Deus não colaborava em suas orações.

Hoje sabemos que para a trajetória dessa realidade ideal, é preciso uma combinação de atitude, consciência e expressão

Quanto maior for a sua consciência, mais harmoniosa sua atitude, e mais responsáveis as suas ações, mais você ressoará futuros positivos prováveis. 

Não se pode quebrar essa tríade, pois se instala o desequilíbrio e os problemas aparecerão na saúde em primeiro lugar, em seguida atrairão freqüências ressonantes com seu estado mental negativo.

O papo sobre quem somos, e o que somos, já está bem batido. Temos que avançar nas pesquisas agora por um outro caminho. Comecei esse texto falando sobre simbologias, poderes mágicos e o poder de uma profecia. Na verdade fiz um Pot-pourri, uma salada, juntando pontos para fechar um pensamento maior.

Alguém sabe o que é um buraco negro (na galáxia), aí?
Quem sabe levanta a mão.

Estudamos na escola que buracos negros (da galáxia) são objetos celestes tão densos que não importa a luz ou radiação circundante, nada pode escapar do seu campo gravitacional que ele engole, não foi? 

Mas isso é tudo que precisávamos saber? Segundo os negativos, sim. Deixaram a melhor informação a cargo de cientista de cabelos em pé e com cara de doido. Mas os tempos mudaram e o lindinho do Nassim Haramein está aí para “singularizar” essa compreensão para nós, pobres mortais.

Horizonte de eventos é uma expressão que descreve um limite, uma fronteira imaginária ao redor de um buraco negro a partir da qual a força da gravidade é tão forte que nem a própria luz pode escapar do um buraco negro, pois sua velocidade é inferior a velocidade de escape do tal buraco e nesse horizonte há um paradoxo físico que as leis da nossa física atual não conseguem explicar, pois resultam de cálculos matemáticos absurdos.

Na Teoria da Relatividade, horizonte de eventos é um termo utilizado para as fronteiras do espaço-tempo, definido de acordo com um ponto observador, de onde os eventos não podem interagir com quem observa

A Luz emitida de um lado do horizonte nunca chega ao observador, bem como tudo que cruza o horizonte nunca mais é visto...

Um buraco negro é cercado por um horizonte de eventos.
É a abertura e fechamento da porta de nossa realidade.

Um buraco negro é tão compacto e massivo que o seu potencial gravitacional, mesmo longe é forte o suficiente para retardar o tempo para parar e diminuir a dimensão de espaço para zero. 

De nossa perspectiva, se um objeto entrar no horizonte de eventos irá aparecer congelado no tempo, enquanto o objeto é imediatamente movido para a eternidade. O futuro e o passado se fundem em um único momento de eternidade, e a consciência é soprada para o hiperespaço. 

Uma consciência (energia ciente de sua realidade) estaria simplesmente livre de bloqueio de suas memórias, do desbloqueio das vibrações que as ligam uns aos outros para existir em qualquer realidade, qualquer ambiente de sua conveniência.

É escolher ser e estar em qualquer parte do universo que melhor atenda suas crenças espirituais, uma realidade que esteja em melhor sintonia com o seu próprio espectro de fase quântica. Isso equivale a 5ª, 6ª, ou 10ª Dimensão. Ela estará acessível a sua informação – o que você pensa se transformará imediatamente.

Dito de outra forma: haverá uma mudança de expansão  de onda macroscópica  após o colapso de uma onda quântica microscópica.

Não entendeu nada?
A morte física nada mais é que um colapso de ondas quânticas.

Os menos informados e polarizados tenderão a voltar imediatamente a uma cronologia linear limitada sem lembrar de nada diferente, ao contrário daqueles que voarão livres como pássaros para onde quiserem.

Temos que adquirir energia pessoal suficiente para não sermos pego antes do horizonte de eventos, pois isso dificultará o grau de liberdade de entrar e sair do espaço tempo.

Aquilo que escolhemos como nossa realidade é que determinará o nível dimensional no hiperespaço a que transitaremos. Essa escolha é determinada pela visão do aprendizado espiritual que temos AGORA. Portanto, é tempo de procurar entender mais sobre nós e o Universo e deixar de lado um pouco as banalidades do dia a dia.

laura botelho

25 de out de 2010

O sindicato dos tolos



"Em Risu Veritas"
No riso há Verdade 
Lema da Guild Fools


Assisti a segunda parte do filme “Tropa de elite” semana passada. Fantástico. Não tenho palavras para descrever a brilhante atuação de todo elenco. A vontade que dá é de bater palmas de pé quando as luzes se acendem. Cinema brasileiro está demais.

Mas se ainda não viu e for assistir a esse filme com uma visão simplista de ordem e caos na cidade do Rio de Janeiro... não perca seu tempo. As imagens são iguais a tudo que você conhece em muitos documentários sobre guerra de tráfico em qualquer lugar do mundo – polícia x bandido – e muito sangue - é o que verá.

Como eu sempre digo, tem que conhecer para ver. E o que se vê é o poder do alto da pirâmide. O poder da estrutura de cima pra baixo. 

Matam se os piões, mas o Rei continua de pé. Um jogo desleal quando não se sabe o que se está jogando. Uma luta em vão onde não há vencedores, apenas ações sem fundamento ou pelo menos com uma crença errada, ou não clara, definida, sobre os fatos reais dessa explosão de comportamentos.

Os negativos estão em todos os cantos. Atuam sem o menor receio de serem descobertos, pois têm a total ciência de que contra a força não há resistência. Eles nos conhecem melhor que nós mesmos. Sabem que não gostamos de verdades, pois elas nos desviam de nossas metas pessoais.

Somos egoístas a ponto de seguir em frente sem questionar muito. Questionar é típico de um ou dois malucos, mas a massa, a maioria... segue em frente, como gado para o abate, basta que um vá na frente para todos irem atrás...

Por esse modo não conseguimos acordar todos. É uma tarefa desgastante e de conta gotas. 

A recusa em não querer enxergar ou não aceitar outra visão dos fatos para efeito de comparação atrasa a evolução. Mas a missão é essa... quem sabe hoje eu consiga despertar um ou dois? Então, vamos lá!

O tolo, o palhaço, o curinga 
ou “bobo da corte” 
é um fenômeno universal

Acredita-se que a arte de entreter vem de sociedades tribais pré-históricas, mas que ganhou destaque no século 15 em todos os cantos da Europa medieval, na China, Índia, Japão, Rússia, América e África

O trabalho do bobo se faz na forma de humor, piadas, charadas, versos poéticos, canções, palhaçadas acrobáticas, ou um balbuciar sem sentido, o que provocava risos frouxos que alegravam a corte dos antigos reinados.

Como um trabalho qualquer, a arte de ser um “bobo da corte” poderia ter uma bela carreira se o candidato fosse notado pela realeza. Nada diferente dos dias hoje quando um artista quer fazer sucesso tem que peregrinar por todos os cantos para ser visto.

Não pense você que um bobo da corte era sempre um pobre coitado. Esse poderia ser um inconformado estudante, mas erudito, um monge expulso de um convento, um ator com destreza verbal, ter um físico excepcional, ou um simples aprendiz de ferreiro. Qualquer um poderia fazer uso da habilidade do entretenimento.

O poder aborrece por vezes...

Mas para ser notado e ganhar destaque havia certos ritos a respeitar. O artista cômico teria “consentimento”, “licença” de sua Majestade ou dos senhores para fazer uso de piadas sobre seus governos e até mesmo de suas vidas pessoais usando de sua imbecilidade, sua “loucura”, sua destreza em se colocar no lugar de tolo, ignorante com o único objetivo – de entreter os ditadores entediados com tanto poder.

Tudo girando em tom de “brincadeira”, é claro! Assim o idiota, tolo, bobo da corte, poderia falar francamente sobre questões de uma maneira que nenhuma outra pessoa “normal” poderia ousar em fazê-lo.

Todos sabiam sobre o jogo
Mas mesmo assim havia um risco nessa profissão. O bobo da corte, o palhaço, o curinga, não era imune ao humor de seus governantes. Eles exerciam um cargo muito sensível que fluía conforme sua habilidade e inteligência em saber o que dizer, quando dizer e como dizer as “verdades”, pois sua vida poderia ser ceifada com maior naturalidade caso a realeza não achasse “muita graça” em seu desempenho.

Em uma época onde “liberdade de expressão” não existia, fazer graça com questões que implicassem em revelar o que não deveria ser revelado... era morte certa.


O bobo da corte como um símbolo

No tarô "O Louco" 
O Louco é o 22º Arcano maior do Tarot, ou, simplesmente, o número 0, conforme os baralhos. A carta em sua maioria, representa um jovem que caminha displicente. Tem uma trouxa às costas e um cão que lhe morde o calcanhar tentando dete-lo do precipício. A carta tem o número XXII e a letra hebraica TAU (no Tarot de Thoth / Crowley a letra ALEPH).

conheça seu inimigo, seu ponto forte,
bem como suas fraquezas
No jogo de baralho – “Curinga”
O curinga é muitas vezes o maior trunfo, ou uma vantagem no jogo

É autorizado a reproduzir em substituição qualquer carta do baralho, mas que impede, por vezes, (dependo do jogo) de vencer no final.

O fato aqui é entender que um “Joker” ou “Curinga” tem vantagens e desvantagens num jogo. Depende do que se está praticando. Uma carta marcada que pode ser substituída a qualquer momento...

Kennedy iria contar tudo ao mundo sobre os segredos dos OVNIs 10 dias antes de sua morte. Todos com mortes “suspeitas” de suicídio ou assassinados por “loucos”, não prestavam mais para as finalidades a que se propunham.

Sabiam demais e não queriam mais participar do jogo. E nós sabemos o que acontece quando queremos parar de brincar...

O cérebro reptiliano dos seres humanos é semelhante à que foi possuído pelos répteis cerca de milhões de anos atrás.

É “pré-verbal”, mas controla funções vitais autônomas do cérebro como batimentos cardíacos, respiração, luta ou fuga ou mecanismos de congelar.

Sem linguagem, seus impulsos são instintivos e ritualísticos.

São preocupados com as necessidades fundamentais, como a sobrevivência, manutenção física, colecionismo, dominância, aliciamento e acasalamento

Esse é o perfil das mentes por trás do poder.
Com seus ternos, seus uniformes, suas roupas cotidianas, sua tatuagem, sua posição social, sua maquiagem, colônia / perfume, língua pátria, território de jargões de trabalho, veículos, casas, medalhas, jóias, etc adquirem um comportamento que nos confunde com status social no dia a dia de nossas vidas.

Criminosos são répteis

Eles têm “sangue frio” (literalmente). Respeitam a hierarquia. Querem estar no topo, para que possam pensar / sentir que eles estão no controle. São ritualistas.

Expressam raiva, amor, tristeza, fome, sede, etc, com ações não-verbais impulsivas para satisfazer essas necessidades.

São incapazes de expressar emoção verbalmente ou escrita num nível adequado que se sintam satisfeitos. Por isso recorrem a símbolos como tatuagens, objetos, emblemas etc.

O dia-a-dia objetivo é focado em refino de suas habilidades predatórias como um mecanismo de defesa contra o real, ameaças em potencial. Querem ferir como eles acreditam terem sido feridos. 

Estão sempre em estado de hipervigilância, sempre monitorando seus arredores de possíveis ameaças, presas em potencial, e lugares para se esconderem diante de algum perigo. São paranóicos.

São impulsionados a lutar, fugir ou congelar e só fingem submissão a fim de esperar um tempo, condições favoráveis para atacar.

Gostam de exibir uma “falsa" identidade (pessoa boa, pessoa normal) uma imagem para esconder suas verdadeiras intenções, que não podem vir à tona até o momento certo. São prestativos e abusam no quesito “pode contar comigo!

Através do jogo de ganhar sua confiança sentem-se superiores as vítimas. O comportamento predatório do falso "anjo" é um estratagema para conseguir vítimas em potencial, daí baixam a guarda e são mais amáveis para um controle futuro.

São particularmente territoriais

Podem até mesmo matar aqueles que estão próximos a eles a fim de proteger seu território. Esse território pode estar em forma de símbolo como sendo um único item, uma frase, um gesto, uma pessoa, um objeto, uma casa, uma "representação" (reputação) etc ... 

Gostam de "ornamentos" - ocultar-se em vários tipos de metamorfose. Gostam de se esconder se expondo.

Freqüentemente adotam um papel "eu sou uma vítima" (eu sou inocente). Eles podem usar esse papel como uma atitude que lhes permite justificar a cometer um ato criminoso, ou fazer o que for necessário para obter aliados a acreditar nele através do qual possa obter um ou mais cúmplices inconscientemente.

São duais, polarizados. Pensam predominantemente nos padrões-de-dois, que é comumente referido como pensar em preto / branco, rico / pobre, forte / fraco, inteligente / burro etc .

Uma cena no filme Tropa de elite 2, em especial, me chamou muita atenção. Nos últimos minutos da película há uma reunião entre deputados e um dos “mocinhos” da trama acusa o secretário geral de segurança de ser o pior de todos os vilões da história e que continua intocável no poder.
Esse vilão então se levanta para se defender e a câmera do diretor fecha um close de baixo para cima em seu tronco com uma parede verde do fundo da sala onde há um crucifixo grande que realça sobre seu ombro esquerdo.

Será muita pretensão da minha parte acreditar que o diretor do filme nos chamou atenção para essa mensagem?

Não sei o que pensar ainda. Mas ela foi dada de todas as formas. Tenho certeza que você que me acompanha verá muito mais que 90% dos espectadores desse filme, que bate recordes de bilheteria no Brasil.

Você conhece, portanto assistirá o jogo como nunca visto antes na história desse país...

Laura botelho


 

Rir é a melhor coisa!!!















meus livros

meus livros
Click na imagem para comprar

Vulcões ativos